0

Amigo que é amigo, namora e não some

Seu melhor amigo começou a namorar e sumiu. Você liga, ele não atende, não retorna suas ligações. Você manda SMS, ele finge que não vê. Whatsapp então? Nem pensar. Não pode usar enquanto estiver do lado da namorada porque ela pode pensar besteira, pode pensar que ele não está dando atenção pra ela, que ele está falando com outra. Tá certo, mas pelo menos ele está feliz e nunca esqueceria do seu aniversário. Aí chega o dia ,e pela primeira vez em anos, ele esquece, de certo porque não abriu o Facebook do lado dela porque ela não ia gostar também. Você perdoa dessa vez, perdoa duas, perdoa três porque, afinal de contas, são 15 anos de amizade e não é um namorico à toa que vai afastar vocês. Só que o tempo passa, e junto com todos os seus perdões e as mancadas dele, vocês acabam sem querer se afastando. Só resta saudade e…um pouco de raiva.

Quem nunca passou por isso?

Olha, eu já passei no mínimo umas três vezes com amigos próximos e até hoje não sei afirmar se existe uma solução ou não. Eu prefiro acreditar que existe. Vou aproveitar para contar um pouco das minhas experiências e gostaria que vocês comentassem aí embaixo o que já aconteceu com vocês para que juntos cheguemos a uma conclusão. Será que seu amigo que sumiu voltará?

Antes disso, porém, preciso exaltar meus amigos que namoram e não viraram escravinhos da namorada. Parabéns aos Vitors, aos Jaders, aos Williams, aos Thiagos, aos Joãos. O resto vai entender a indireta e vai tomar um pouco no cu também porque estão precisando. No meu caso, eu diria que me encaixo na parte que não some – e até por vezes briga com a namorada por querer estar junto aos amigos – mas prefiro acreditar que essa é a melhor maneira de se namorar. Namoros vêm e vão, casamentos hoje em dia acabam numa grande quantidade de divórcios, mas amizade verdadeira dura por uma eternidade. E vale lembrar que namoros e  casamentos duradouros são baseados em puro companheirismo. O amor sempre estará ali, mas ao longo dos anos deixa de vir acompanhado de sexo à rodo e passa a ser sinônimo de cumplicidade e uma grande dose de amizade.

Os 3 Patetas

Voltando a falar dos amigos que começaram a namorar e não souberam se impor, se adaptar e conciliar amizades e namoradas, veja se você se identifica com algum dos 3 patetas:

O distante

Sabe aquele amigo que aparece de repente na sua vida e logo você considera seu parça pra tudo? É seu parceiro de balada, de embriaguez, de pegar a mulherada, mas também está ao seu lado para trocar uma ideia nos momentos de tristeza, nos momentos de alegria? Esse cara era assim. Aí começou a namorar uma novinha da faculdade que morava em outra cidade. Começou a passar os fins-de-semana na casa dela, passou a sair de casa na sexta e voltar só no domingo, mal via sua família. Imagina então quando é que sobra tempo para visitar seus brothers? Nunca.

Esse é aquele amigo que se distancia por motivo de kilometragem. É ruim, mas você sabe que tem um motivo geográfico por trás. Na situação dele, você sabe que seria difícil de conciliar namorada, amigos e 100km entre eles. O tempo passa, vocês se afastam, mas ambos sentem que ainda há uma brasa de amizade e que no fundo essa chama poderá ser reacesa um dia. Tudo porque, por mais distante que ele esteja, ele ainda te procura, te manda mensagem, quer saber se você está bem. Amizade distante também é amizade.

O perdido

Este amigo é aquele que perde o GPS quando começa a namorar. O cara é marinheiro de primeira viagem, está mais perdido que cego em tiroteio e comendo tanto na mão da namorada que nem percebe que se afasta dos amigos. Mesmo quando ele sai com os brothers, fica tão alheio das conversas que é como se ele não tivesse ido. Vira um morto-vivo do amor, um Walking Dead da paixão. Só pensa na namorada e esquece não só dos amigos, mas também dos compromissos familiares, médicos e profissionais.

Até que você fica incomodado com a situação e decide dar uns conselhos. De nada adianta. Ele esqueceu o sentido da vida. Esse cara ainda vai bater a cabeça na parede mais umas 10 vezes até dar ouvidos para você, até perceber que ele tem que se gostar antes de gostar da namorada. Mais cedo ou mais tarde essa hora chega e ele vai te agradecer: “Cara, eu tava sem rumo na vida. Obrigado por ter me guiado até a saída.”

O mané

Também chamado de cachorrinho, é o pior tipo de sumido. É muito pior que o perdido, que não sabe onde está e não percebe que se afasta dos amigos. O mané acha que o certo é se afastar dos amigos e dedicar 100% do seu tempo para seu amorzinho. Seus mandamentos são: 1. Nunca contrariar a namorada; 2. Fazer tudo o que ela mandar na hora que ela quiser, 3.  Nunca concordar com um amigo se a namorada discordar dele. Pra você que tem esperança em reaver essa amizade, más notícias. Uma vez mané, sempre mané. Enquanto houver alguma mulher na jogada, ele sempre deixará as amizades de lado.

Seu consolo? Ele vai ser corneado. Mulher nenhuma gosta de mané. O primeiro malandro que passar por perto, leva. Aí ele volta com o rabinho entre as pernas pra ser seu amigo de novo. Final feliz.

Lembre-se: Amigo é pra sempre, namoro nem sempre.

Comentários

Comentários

Gui Archas

Editor-Chefe do Comquemsera.net, Colunista do Machos de Respeito, corinthiano, basqueteiro e heterossexual praticante.

Leave a Reply